Mulheres! Guerreiras também precisam de atenção

Mulheres! Guerreiras também precisam de atenção

Como o bem-estar e a saúde são prioridades para a Solumedi, não poderíamos deixar de dedicar uma atenção especial as mulheres. Sejam filhas, irmãs, mães, companheiras, amigas, colega de trabalho, estudos ou simplesmente aquela mulher que compartilhamos a condução no ir e vir dos compromissos do dia-a-dia.

É impossível descrever, em poucas palavras, esse ser que traduz a delicadeza e o amor em um beijo ou abraço e sua força ao agir como leoa protegendo a quem ama. Dotada de uma multifuncionalidade sem igual, as mulheres deste século, dão conta de seus lares, empregos, empresas, famílias… Por essa e tantas outras razões, resta-nos reverenciar e aplaudir a todas! Além disso, ressaltar a importância delas em nossas vidas e expor as preocupações que temos com relação a sua saúde.

Sabemos que a existência de todo ser humano passa por diferentes fases da infância a melhor idade e as mulheres, que são acometidas por mais patologias ginecológicas e hormonais, necessitam dedicar um pouco mais de atenção e cuidados ao corpo, o que nos faz lembrá-las da importância de ir a consultas médicas com mais frequência.

 

Durante Todas as Fases

Como a prevenção pode fazer a diferença, um check up anual ou diante de alguma doença oportunista se faz necessário. Por isso, alguns exames devem marcar presença durante a vida de qualquer um:

Colesterol total e suas frações,

Creatina (avaliação da função renal),

Exame de urina,

Glicemia,

Hemograma,

TGO e TGP (avaliação da função hepática),

Triglicerídeos.

 

Diante dos resultados dos exames, se o médico consultado não for da área ou perceba alguma irregularidade preocupante, verifica a necessidade de encaminhar o paciente para uma segunda opinião ou acompanhamento do especialista.

 

Puberdade

Além dos exames laboratoriais uma consulta anual ao ginecologista se torna fundamental, principalmente após a puberdade, pois é nessa fase que o corpo feminino passa por diversas transformações.

Com base em dados, é também nessa fase que o Ministério da Saúde recomenda que, a partir dos nove anos, as meninas tomem a vacina conta o HPV (Papilomavírus humano), pois será essa a melhor forma de prevenir a infecção que é responsável pela transmissão do Condiloma, Hepatite B, além de vários tipos de Câncer de colo de útero.

 

 

Dos 20 aos 30 anos

Além de hemogramas para simples conferência de taxas, é nessa fase que a visita ao ginecologista tem que ser visto como um compromisso, pois os riscos são maiores para doenças sexualmente transmissíveis e por isso alguns exames são fundamentais.

Laboratoriais (Sangue)

Verificar a presença de HPV, sífilis, clamídia, toxoplasmose, rubéola, hepatite B e C, gonorréia e HIV/Aids.

 

Papanicolaou

Coleta de material do colo é importante porque identifica alterações nas células que podem virar câncer.

 

Colposcopia

Em caso de resultados anormais. Com ou sem biópsia, que verifica o colo do útero e a vagina com lentes de aumento, facilitando a identificação de qualquer lesão.

 

Vulvoscopia

Exame que tem a finalidade de analisar a pele e a mucosa da vulva.

 

Ultrassom Pélvico

Avalia o útero, endométrio e ovários, sendo importante para detectar doenças; acompanhar a gravidez; controlar a ovulação em mulheres que desejam engravidar ou realizam tratamentos de infertilidade.

 

Ultrassonografia das Mamas

Solicitada para ajudar na avaliação de alterações encontradas durante o exame físico das mamas.

 

Ultrassom Pélvico Transvaginal

Complemento ao ultrassom pélvico, pois permite contato com os órgãos genitais internos, possibilitando uma maior precisão na avaliação e na detecção de doenças na região pélvica como: endometriose; pólipos endometriais, dentro da cavidade do útero; miomas; gravidez nas trompas ou fora da cavidade do útero; tumores de ovários…

 

Dos 30 aos 40 anos

Nessa etapa da vida, 80% das mulheres já são mães e a lista de especialistas visitados deve obrigatoriamente ter um Clinico Geral e Ginecologista… Sem duvida o check up anual se faz necessário e além dos exames da fase acima podemos acrescentar:

Ultrassom Abdômen Superior

Avalia o fígado, vesícula biliar, baço, pâncreas, rins e intestino. Esse exame pode ser solicitado em qualquer fase em casos de queixas de dores abdominais.

 

Ultrassom da Tireóide

Utilizada para analisar a glândula da tireóide, localizada na parte anterior do pescoço, responsável por regular o metabolismo do nosso organismo.

 

À ocorrência de câncer na glândula tireóide é maior nas mulheres, o que nos faz recomendar uma atenção especial a esse órgão que é responsável por produzir hormônios que são muito importantes para a saúde.

Dos 40 aos 50 anos

Aqui, o médico Endocrinologista passa a ser uma presença mais constante na vida da mulher, pois os ovários diminuem a produção de estrogênio e progesterona, o que faz necessário verificar a dosagem hormonal com mais frequência já que a queda pode acarretar em alguns sérios problemas ao organismo:

Análise Hormonal

Exames que medem os níveis hormonais, como T4, T3 e TSH, hormônios produzidos pela glândula tireóide e quando alterados causam uma série de desconfortos para a mulher:

 

Alteração no sono, colesterol e glicose,

Câncer de mama,

Complicações no endométrio,

Infertilidade,

Oscilação de humor,

Perda de energia,

Pressão alta,

Problemas nos ossos e coração.

 

Ir ao Cardiologista também passa a ser uma recomendação, principalmente se a mulher apresentar predisposição genética ou estiver dentro do grupo de fatores de risco para doença coronariana como tabagismo, hipertensão, obesidade, diabetes e sedentarismo.

O rastreamento do câncer de mama com exame clínico e mamografia passa a ser necessário a partir dos 40 anos, no entanto quando existe predisposição genética, com histórico na família, esse exame deve ser realizado a partir dos 30 anos.

Mamografia Convencional

Criam imagens diagnósticas aplicando um sistema de raios-X de baixa dose. Usadas geralmente ​​para monitorar os seios e ajudar no diagnostico e detecção precoce de doenças nas mamas.

 

Mamografia Digital

Esse processo, também conhecido como mamografia digital de campo total, possibilita que as imagens da mama sejam visualizadas em um monitor de computador ou impressas em um filme especial semelhante às mamografias tradicionais. Esse tipo de mamografia detecta câncer de mama melhor do que as mamografias convencionais em três grupos de mulheres: Com menos de 50 anos; com mamas densas e que estão na pré-menopausa.

 

Mamografia 3D

Este processo permite distinguir melhor as massas ou tecidos que podem ser cancerígenos e permite que a mama seja visualizada em uma série de camadas. O uso da mamografia 3D tem reduzido os retornos de falsos positivos e se mostrou mais precisa na detecção precoce dos cânceres de mama.

 

Acima dos 50

Exames clínicos, investigar sinais de câncer de mama ou colo de útero agora se tornam mais constantes na vida da mulher. E, além dos cuidados com essas patologias ainda existe a necessidade de acompanhar, através de exames, algumas outras:

Avaliação Cardiológica

Avaliar o sistema cardiovascular, mesmo quando não houver sintomas, pois a proteção oferecida pelos hormônios diminuiu,

 

Avaliação Oftalmológica

Glaucoma! Avaliar a pressão, a retina e o nervo óptico é extremamente necessário para saber das reais condições intraocular,

 

Colonoscopia

Analisa o intestino grosso (cólon e reto) e quando possível, o íleo terminal (parte final do intestino delgado) porque as chances de câncer de intestino aumentam,

 

Densitometria óssea

Investigar uma possível perda de massa óssea que é conhecida como osteoporose.